menu

guia do boleiro

busca


Crise do Brasil e preços atrativos põem Penalty como líder na venda de chuteiras

15h12 19/04/2017

Uma pesquisa divulgada pela consultoria Kantar, renomada mundialmente e com sede em Londres, informou que a Penalty foi a líder em vendas de chuteiras no Brasil no ano de 2016, deixando para trás marcas gigantes como Nike, Adidas, Puma ou Umbro, entre outras. O levantamento contabilizou uma amostragem de 11.300 lares, universo que representa 81% da população domiciliar e 90% do potencial de consumo do Brasil.

A crise que o país atravessa e os altos preços das chuteiras de Nike e Adidas, cujos modelos top de linha podem custar até R$ 1700, contribuíram bastante para que a Penalty alcançasse a liderança. No entanto, a marca brasileira tem tradição e um histórico de décadas em oferecer chuteiras para todos os terrenos; e isso criou a combinação perfeita para o bolso do brasileiro.

A Penalty tem chuteiras em uma faixa de preço de R$ 100 e a maioria de suas top de linha chegam até R$ 200. Com essa matemática, não há erro. No ano passado, escrevemos uma especial com chuteiras de até R$ 200, e a marca brasileira trazia muitas opções.

Na década de 90 e 2000, a Penalty reinava absoluta como a melhor no futsal aqui no Brasil, tanto que patrocinava a seleção brasileira de futsal e a grande maioria dos atletas do time canarinho. Tinha modelos com nomes dos melhores atletas do mundo, como Wander, Morruga ou Manuel Tobias; e o futsal é a modalidade mais praticada no país. Prova do crescimento da marca, a Penalty voltou patrocinar a seleção brasileira de futsal atualmente e anunciou o goleiro Walter do Corinthians, como novo parceiro da marca.

O goleiro Walter, do Corinthians, foi anunciado novo patrocinado neste ano
Foto: divulgação

Não só no futebol 

Além de ser a marca que mais vendeu chuteiras no Brasil em 2016, a Penalty teve um crescimento de 20% em 2016 na venda de calçados, em comparação a 2015, indo na contramão do mercado, que registrou uma queda de mais de 16% nas vendas.

Com bom desempenho nas categorias “Calçado infantil” e “Calçados para presentear”, a marca alcançou o 2° lugar em valor, crescendo mais de 15% na participação do mercado, segundo o mesmo estudo.

“Investimos em calçados de maior valor agregado, com mais tecnologia, conforto e melhor design”, conta César Ferreira, CEO do Grupo Cambuci. Mas não foi só o produto que ganhou força, a operação do segmento alavancou: a Penalty ampliou a fábrica, a capacidade de produção e, consequentemente, contratou mais mão de obra.

Produção e investimento da Penalty 

“Nossa produção de calçados é 100% nacional e isso nos permite produzir e entregar com mais rapidez e flexibilidade, oferecendo reposição de produtos em tempo recorde”, afirma o executivo.

Segundo Ferreira, essas características são um diferencial competitivo para atender o varejo, que tem reduzido cada vez mais os estoques e prefere realizar os pedidos apenas sob demanda. Seguindo essa estratégia, a empresa investiu, entre maquinário e colaboradores, R$ 3,5 milhões na produção de calçados em 2016, ampliando a capacidade produtiva em 25% e postos de trabalho em 20%.

Como uma força extra, a marca intensificou a presença nos pontos de venda e no circuito esportivo: a Penalty é a patrocinadora oficial da Seleção Brasileira de Futsal e mantém mais de 50 atletas patrocinados.





Versão Desktop