menu

guia do boleiro

busca


Com ida de Neymar ao PSG, como a Nike deve mudar sua estratégia

19h15 06/08/2017

Os funcionários envolvidos em estratégias da Nike estão com os pensamentos em ebulição depois que Neymar se tornou oficialmente jogador do Paris Saint Germain, a transação mais cara na história do futebol cujo valor é de 222 milhões de euros (o montante da multa rescisória do brasileiro junto ao Barcelona). Com a ida de Neymar ao PSG, como a Nike deve mudar sua estratégia é o tema dessa especial Guia do Boleiro.

A Nike está, com certeza, preparando muitas estratégias e ações para o PSG e para o seu jogador de futebol mais importante, Neymar, que cada vez mais assume o posto de Cristiano Ronaldo como número 1 da marca nos gramados. 

Vamos dividir essa especial em duas partes, dois ativos da Nike: Neymar e PSG. Falaremos primeiro sobre o clube francês abaixo, e a primeira afirmação já pode gerar uma discordância com você, leitor, então pedimos que se junte a nós nesse debate e dê a sua opinião nos comentários abaixo.

O PSG deve se tornar o clube mais importante para a Nike

Até a semana passada, o Barcelona era o clube mais importante para a Nike. Não resta dúvidas. Faz tempo que o clube catalão está entre os clubes que mais vendem camisas no mundo, além da importância de ações para a marca e, claro, a competência em ganhar títulos. A agência de marketing esportivo “Euromericas” colocou o Barça como o que mais vendeu camisas em 2016: 3.637 milhões de unidades. Foi o ano em que o time azul-grená conquistou a tríplice coroa com o trio MSN no auge.

Mesmo assim, ainda em 2016, a Nike deu uma importância enorme ao PSG. Entre as principais ações, lançou a terceira camisa exclusiva com escudo dourado e criou uma vitrine de gala para o terceiro uniforme 2015-16, sendo que a camisa já havia ganhado um vídeo especial de divulgação com os atletas vestidos com armaduras de cavaleiros noturnos.

O PSG não tem nenhuma conquista de Liga dos Campeões, o Barcelona tem cinco. Mesmo assim, a importância do time parisiense, mesmo antes da chegada de Neymar, é enorme para a Nike, por isso ela fez sempre teve uma atenção grande com o clube. Pensando estrategicamente, Paris é a terceira cidade mais visitada no mundo em 2016, perdendo para Bangcoc na Tailândia e Londres na Inglaterra (segundo dados da Mastercard) e é a quarta mais influente mundialmente, perdendo para Londres, Nova Iorque e Hong Kong, respectivamente (de acordo com estudo da consultoria Knigh Frank).

Ou seja, a importância mundial do PSG para a Nike é inquestionável. Se Neymar tivesse ido para o Chelsea, por exemplo, veríamos daqui pra frente uma história diferente. Além do "ativo" número 1 da Nike ter desembarcado em Paris, muitos outros atletas importantíssimos da Nike estão por lá, como os brasileiros Marquinhos e Thiago Silva, além do uruguaio Cavani, entre outros. Além disso, Neymar no Barcelona era de extrema importância, mas ele ainda estava na sombra de Messi (Adidas). Agora, o brasileiro é o astro maior do time parisiense.

Se já não era, Neymar assume de vez o posto de número 1 da Nike no futebol

Cristiano Ronaldo, assim como Messi, são gênios da bola. O português deve conquistar a Bola de Ouro de 2017 e se igualar a Messi com cinco conquistas cada um. Neymar ainda precisa provar que pode virar um. A balança da importância de um jogador para uma marca esportiva, no entanto, não funciona assim.

A combinação de conquistas pessoais com os títulos nos clubes em que um jogador atua são talvez a anilha (peso) que mais importa para uma empresa esportiva eleger seu garoto-propaganda mais representativo, mas é só isso. São muitos outros elementos que pesam em na balança, como poder de influência nos consumidores, poder midiático, carisma, entre outros. Até aí você poderia dizer que Cristiano Ronaldo está ganhando nesse quesito, mas, como foi falado, existem outros.



Apesar do vexame em casa em 2014, a seleção brasileira é o time nacional mais importante para a Nike. É o único com cinco conquistas e reúne craques e mais craques em gerações subsequentes. Romário, Ronaldo Fenômeno e Ronaldinho Gaúcho são nomes que projetaram, sem dúvida, a Nike onde ela está hoje no futebol. E quem atualmente é o craque da amarelinha? E como a seleção brasileira, comandada por Tite, está rankeada atualmente pela FIFA? Está em segundo, atrás da Alemanha, mas à frente de Portugal (quarto colocado).

Neymar está no topo da pirâmide de futebol da Nike. Camisa 10 da seleção e do clube mais importantes da Nike atualmente. Além disso, o brasileiro tem 25 anos contra 32 de CR7, ou seja, o paulista de Mogi das Cruzes ainda tem mais pelo menos 10 anos para ser uma ponte de vendas de sucesso para a Nike.

Se ainda há alguma ponta de dúvida sobre quem tem mais valor para a Nike atualmente CR7 ou Ney, a coleção personalizada lançada para Neymar nos últimos dias mostra que o brasileiro já chegou neste nível. Cristiano Ronaldo já ganhou várias coleções personalizadas e está tendo a história de sua carreira sendo contada por uma sequência de chuteiras (atualmente no capítulo 4). No entanto, por tudo que foi falado, Neymar é atualmente mais importante para a Nike.

Você até poderia pensar que a Nike aproveitou para lançar essa linha quando soube que o brasileiro se transferiria para o PSG, mas a marca já tinha programada essa chuteira customizada desde o começo do ano, como adiantou o Guia do Boleiro. Além da linha Neymar “Written in the Stars” (Escrito nas Estrelas), a Nike já vinha dando importância e carregando o brasileiro para ser o número 1 no futebol, com o lançamento de uma chuteira feita para ele (a Hypervenom), a linha Neymar x Michael Jordan, entre outras tantas outras gigantescas ativações.




Versão Desktop