menu

guia do boleiro

busca


Ibrahimovic: tem marca própria, não pinta chuteira, mas provoca disputa entre Nike e Adidas

21h28 03/10/2017

O sueco Zlatan Ibrahimovic faz 36 anos nesta terça-feira e, mesmo ainda em recuperação e não sendo mais um “garotão”, agita demais as redes sociais. Excelente jogador, nunca ganhou uma Bola de Ouro da FIFA, mas conquistou o prêmio Puskas de 2013 com o golaço de voleio-karatê. Fora de campo, no entanto, sempre foi um dos melhores no auto-marketing, fato que foi explorado pela Nike constantemente. Ele é o assunto de nossa mais nova especial.

Uma das poucas notícias sobre o mercado de equipamentos de futebol tomou lugar em quase todos os portais de notícia em dezembro de 2014: Ibrahimovic recusara propostas de Adidas e Nike e fundava sua marca esportiva própria: a A-Z (amateur to Zlatan – amador até Zlatan). A empresa lançou muitas coleções de vestuário, mas nunca, no entanto, conseguiu trazer uma chuteira ao mercado.

Ibrahimovic foi atleta da Nike até a Copa de 2014, e, assim como aconteceu a muitos atletas veteranos da Nike (incluindo Daniel Alves), a marca descontinuou o vínculo com esses atletas após o término do Mundial. Depois disso, entretanto, a Nike tentou reatar com o sueco, mas as propostas nunca agradaram ao jogador. A Adidas também tentou. A resposta dele foi simplesmente fundar sua própria marca.

Como já foi dito, a marca própria de Ibrahimovic (A-Z) não conseguiu lançar uma chuteira, e o sueco passou a usar a chuteira que ele quisesse. Oscilou entre várias marcas, mas na maioria das vezes usava as chuteiras de velocidade da Adidas, a X, e da Nike, Mercurial (Vapor – cano baixo). Agora, o fato curioso é que ele quase nunca se deu ao trabalho de usar as chuteiras descaracterizadas e pintadas de preto. Ele simplesmente as usava exibindo (e fazendo propaganda) o símbolo da respectiva marca.

Nos dias de hoje, no entanto, vemos uma movimentação um pouco diferente das marcas. Além das chuteiras, as duas principais marcas esportivas (Adidas e Nike) estão mandando roupas, chuteiras e principalmente tênis ao atleta. Para a Adidas, é ainda mais importante que ele use os artigos da marca, ainda mais que é uma das principais estrelas da equipe do Manchester United.

As notícias dos sites europeus falam que o sueco vem recebendo propostas da Adidas, por outro lado foi dito que ele assinou com a Nike recentemente. Não conseguimos saber. O sueco simplesmente faz o que ele quer e não se importa em esconder uma chuteira de uma marca que não o patrocina.

Arte feita pelo designer Connor Chilton
Foto: Reprodução

Em outubro de 2016, uma das maiores lojas do mundo, a Kitbag, divulgou uma lista dos jogadores que mais vendiam camisas ao redor do planeta. E advinha quem ganhou: ele mesmo, Ibra (com Messi e CR7 em segundo e terceiro lugares respectivamente). Portanto, não surpreende que Adidas e Nike estejam disputando o patrocínio ao sueco, mas ele realmente não se importa muito com isso.

Já abordamos a importância do sueco para a Adidas. Para a Nike, seria uma forma de “dar o troco” na Adidas, após a marca alemã “roubar” os Diabos Vermelhos da empresa estadunidense. Resta aguardar o que vai acontecer. Tem muita gente se mexendo para saber as cenas do próximo capítulo, mas Ibrahimovic continua na dele, como sempre foi, irreverente e blasé.




Versão Desktop